Ligue: (61) 3034-2026 | (61) 9 8260-9444
blog img

A importância do contrapiso

O contrapiso é a camada de argamassa responsável por criar uma superfície totalmente nivelada e lisa para a instalação dos pisos, que costuma ter entre 2 e 5 cm de espessura. Com diversas funções dentro da área de construção civil, as mais importantes são:

 

- Servir de suporte para o revestimento de piso;

- Complementar sistemas de isolamento acústico;

- Proporcionar um melhor caimento para os diversos tipos de uso do ambiente;

- Corrigir pequenos desníveis do piso;

- Embutir tubulações hidráulicas e elétricas;

- Resistir a pesos maiores durante o dia a dia da utilização da casa;

- Entre outros.

 

Como a argamassa não pode ser aplicada diretamente na terra, é necessário que antes de fazer o contrapiso, seja aplicado uma camada de concreto. Esta base deve ter entre 10 e 15 cm de espessura, sendo feita com concreto de baixa resistência. É através desta base que são criados os desníveis da casa. 


Geralmente, o piso da sala e dos quartos, locais onde recebem menos frequência de água, tem 5 cm a mais do que o piso do banheiro, onde o nível do box do chuveiro precisa ser um pouco mais baixo do que o restante do local.

 

Também é importante lembrar que antes da concretagem, todas as instalações hidráulicas e elétricas precisam ser feitas. Além disso, as características desse contrapiso precisam ser observadas, influenciando na durabilidade do revestimento nele instalado. Com isso, é preciso conhecer o local onde será revertido, além de orientar o executor da obra para que não haja falhas futuras.

  

Como fazer um bom contrapiso 


O bom desempenho do contrapiso está totalmente relacionado a características e propriedades como:

 

- Qualidade dos materiais utilizados, além da quantidade e dosagens;

- A quantidade de água na mistura e as etapas de sua execução;

- O método de desempenho utilizado, além da habilidade e capricho do profissional.

  

Para produzir um bom contrapiso, o primeiro passo é preparar a argamassa, que pode ser feita manual ou mecanicamente. Misture o cimento e a areia até alcançar uma consistência uniforme. Vá acrescentando água aos poucos até obter uma massa pouco úmida. Em seguida, faça a limpeza do local onde será aplicado, ele não deve ter restos de argamassa e concretos, além de substâncias como óleo, graxa, cola ou pedaços de madeira.

 

Fixe taliscas nos cantos da superfície para marcar a espessura do contrapiso e deixá-la nivelada. Execute as mestras preenchendo com argamassa o espaço entre as duas taliscas. Com o auxílio da régua, deixe-a no mesmo nível e devidamente compactadas. Após isso, retire as taliscas.

 

Por fim, aplique a argamassa realizando a compactação com o auxílio de uma enxada ou soquete. Depois, faça o sarrafeamento que vai regularizar a superfície, apoiando a régua sobre as mestras fazendo movimentos de vai e vem até a argamassa atingir o nível marcado.

 

Durante 28 dias, evite o tráfego de pessoas para que não haja o esfarelamento da superfície. Lembre-se de umedecer o contrapiso durante esse período, para evitar fissuras.

 

Antes de começar uma obra, certifique-se de estar sendo assessorado por um bom engenheiro que irá analisar as melhores formas de concluir a obra, evitando que aconteça transtornos futuros.    


Encontre-nos